Teteiras 2 anéis: afinal pra que serve?

Sabemos que a teteira é uma parte do equipamento de ordenha e que a mesma é a única parte em contato com o animal a ser ordenhado. As teteiras são responsáveis pela a massagem no teto realizando o processo de fechamento e abertura através da diferença de pressão, assunto já abordado em outros textos.

Entretanto, possuímos diversos modelos de teteiras com cabeças diferentes, massageadores distintos, mas todas possuem uma coisa em comum que são os anéis de encaixe na capa metálica.

Inabor

Recordarmos que a teteira necessita ser montada ou instalada numa capa metálica onde ficará com a tensão certa ou esticada de forma a trabalhar com melhor desempenho. Podemos fazer uma analogia ao pneu que necessita ser montado numa roda, sendo assim temos que saber as medidas do pneu e da roda para sua correta montagem e funcionamento, o mesmo ocorre na teteira e a capa metálica deverá formar um conjunto perfeito.

Ao verificar um catálogo ou visitar uma revenda de ordenha observa-se uma variação muito comum no Brasil. Teteiras parecidas, entretanto diferentes nos encaixes, umas com um (1) anel de encaixe e outras com dois (2) anéis de encaixe.

Uma das conversas que muito escutei foi de se trabalhar três (3) meses num anel e outros três (3) meses no outro anel deixando as teteiras com tensão sempre. Mas e as de um anel então perdem a tensão? Não, todas as teteiras de qualidade são produzidas para que suportem as 2.500 ordenhas ou seis meses o que vencer primeiro.

Então nos modelos de dois anéis o material de fabricação é pior? Não. São fabricadas com a mesma rigidez e qualidade das demais e passam por todos os testes de igual maneira. É produzido com a mesma especificidade para duração das 2.500 ordenhas ou seis meses, o que vencer primeiro.

Sendo assim para que os dois anéis? As ordenhadeiras devem estar acompanhando o melhoramento genético dos animais, assim, com o tempo, estudos e acompanhamento de dados de ordenhas novos produtos surgiram como coletores de leite novos e até mesmo capas de ordenhas maiores ou em outros materiais que não o aço inox.

Para tanto na questão das capas metálicas possuímos capas com 140 mm de comprimento que acredito terem sido as primeiras e logo tivemos também as capas de 155 mm de comprimento tendo como única diferença o comprimento, no restante são iguais. Sabendo que precisamos que a teteira tenha uma tensão certa, ou seja, que o massageador não fique nem muito frouxo enrugando ou muito esticado batendo palma é ai que entra a tecnologia simples dos dois anéis a teteira dois (2) anéis seria universal para ambos os comprimentos;

1° Anel para capas 155 mm

2° Anel para capas 140 mm

Desta maneira estamos garantidos que a tensão da teteira perfeita para seu correto funcionamento e a mesma estar em condições por 2.500 ordenhas no mesmo anel de encaixe como se fosse a de um anel. Essa é a diferença a meu ver quando utilizamos o modelo dois anéis podendo instalar nessa variação de comprimento de capa o que não ocorre na de um (1) anel que deverá estar instalada na sua capa de origem. Outro fator que considero muito importante é que a vazão das teteiras de dois (2) anéis geralmente é mais baixa que as de um anel sendo esses modelos largamente utilizados em equipamentos balde ao pé.

Claro que já presenciei propriedades lançando mão da troca de anel com sucesso, mas, no entanto tenho forte convicção que se utilizar da maneira descrita acima o funcionamento da mesma será correto com uma ordenha excelente.

Teteiras

Boa Lactação a todas as fazendas!

Lissandro Stefanello Mioso

Médico Veterinário – CRMV 8457

Consultor Técnico