12 Passos

1. Monitore regularmente a saúde do úbere

img6

– Verifique regularmente toda saúde do úbere e qualidade do leite informações fornecidas pelo laticínio, organizações de teste oficial, clínicas veterinárias e em testes da fazenda usando o contador de células ou o Califórnia Mastite Teste (CMT).
– Desenvolva referências para cada vaca e rebanho para ajudar no monitoramento de mudanças que podem ocorrer.

2. Ordem da ordenha

img7

– Independentemente do sistema de alojamento ou tamanho do rebanho, ordenhe primeiramente as novilhas, depois as vacas recém-paridas e em seguida o rebanho principal.
– Ordenhe as vacas doentes por último e em seguida lave e higienize o sistema de ordenha.

3. Tetos e extremidades dos tetos limpos

img8

– Para controlar a mastite e produzir leite de alta qualidade, é preciso que as vacas tenham os tetos limpos e secos quando as unidades são acopladas. Limpe cada teto e extremidade do teto com materiais aprovados. Seque cada teto usando papel descartável ou toalhas de pano, uma por vaca. Se forem utilizadas toalhas de pano, elas devem ser lavadas e secas antes de serem reutilizadas.

4. Sempre retire um primeiro jato de leite

img9

– Retire 2 a 3 jatos de colostro e examine-o. Em instalações em sala de ordenha e baia de laço use uma caneca com peneira. Lave o chão da sala de ordenha antes da entrada do grupo de vacas seguinte.
– O colostro fornece um sinal importante para iniciar a ejeção do leite e fornece uma oportunidade para detectar e evitar a entrada de leite anormal no tanque.

5. Verifique o sistema da ordenha

img10

Selecione um nível de vácuo e sistema de pulsação apropriados para a fazenda e faça a instalação de acordo com as especificações.
– Sempre verifique o nível de vácuo no início de cada ordenha.

6. Acople o conjunto da ordenha no momento adequado

img11

– As unidades de ordenha devem ser acopladas dentro de 60 a 90 segundos de todos os procedimentos de preparação da teta.
– Minimize entradas de ar durante o acoplamento do conjunto de ordenha.
– Ajuste o conjunto de ordenha de forma que esteja equilibrado entre a parte da frente e a de trás, e entre os lados, sem torção.

7. Evite a sobreordenha

img12

– A sobreordenha é considerada como causa principal da hiperqueratose da extremidade do teto. Quando o úbere tiver sido esvaziado satisfatoriamente, a unidade de ordenha deve ser removida. Isso pode ser detectado por observação manual ou, em sistemas com ACRs, permitindo que os sensores de fluxo detectem o fluxo baixo e direcionem a remoção automática do conjunto de ordenha. Sistemas de ordenha controlados pelo fluxo fornecem uma indicação visual quando for obtido fluxo baixo.

8. Garanta a remoção adequada do conjunto de ordenha

img13

– Quando a ordenha estiver concluída, o vácuo para o conjunto de ordenha pode ser desligado manual ou automaticamente. Deixe que o vácuo do coletor abaixe completamente antes de retirar a unidade. NÃO comprima o úbere nem puxe as unidades de ordenha, pois isso pode levar à entrada de ar na teteira, o que tem sido relacionado a novos casos de mastite.

9. Higienize os tetos após cada ordenha

img14

– Assim que possível após a remoção da unidade, faça a higienização de cada teto com um banho pós-ordenha ou pulverização do teto aprovados. Este é o procedimento mais eficaz para evitar que organismos contagiosos de mastite se disseminem entre as vacas.

10. Limpe o equipamento de ordenha imediatamente após a ordenha

img15

– Limpe as superfícies exteriores do sistema de ordenha.
– Após cada uso, enxágue e limpe, manual ou automaticamente, todos os componentes do sistema usando produtos adequados na temperatura apropriada. Deixe que o sistema seque.
– Quando necessário, higienize o sistema antes da ordenha seguinte usando higienizadores na diluição adequada.

11. Resfrie o leite adequadamente

img16

– Verifique as temperaturas de resfriamento para certificar-se de que estão sendo alcançadas temperaturas adequadas durante e depois de cada ordenha.

– Temperaturas de refrigeração adequadas diminuem imensamente ou paralisam o crescimento da maioria das bactérias.

12. Monitore regularmente a qualidade do leite e do equipamento de ordenha, assim como os dados sobre o desempenho da ordenha.

img17

– Analise regularmente todas as informações sobre qualidade do leite, composição do leite e desempenho do centro de ordenha e compare-as com dados históricos.
– Substitua as teteiras e artigos de borracha de acordo com as recomendações. Artigos de borracha antigos apresentam rachaduras e se tornam porosos, o que influencia no desempenho da ordenha e aumenta o risco de acúmulo de terra e bactérias. Tais problemas podem levar a aumento da duração da ordenha e a aumento de contagem de bactérias.
– Faça a manutenção regular do sistema de ordenha

Nunca comece o procedimento da ordenha com a limpeza dos tetos! O resultado é que os germes do canal da teta se moverão mais para dentro do úbere. Sempre comece com o colostro.